Fertilizantes  ›   Serviço de aconselhamento  ›   Culturas  ›  

Ananás

Ananás – a fruta tropical mais popular

Potássio – para frutas saborosas

Magnésio e enxofre - para rendimentos mais elevados e para a saúde da cultura

Boro – um importante micronutriente para o ananás

Recomendações de fertilização

 

Ananás – a fruta tropical mais popular

O ananás é uma das frutas tropicais mais populares do mundo. A produção mundial atual é de cerca de 13 milhões de toneladas. Os dois países do Sudeste Asiático, Tailândia como principal produtor seguido de Filipinas, produzem em conjunto cerca de 27% da produção global. As frutas são ricas em açúcar e são uma fonte importante de ácido cítrico, vitamina C, potássio e cloreto. O ananás ou é consumido como fruta fresca saborosa e sumarenta ou processado às rodelas, para compotas e sumo. A planta do ananás é caracterizada por um sistema de raízes relativamente pobre e, por isso, o êxito com os ananases é muito fiável ao abrigo de um programa de fertilização vigoroso que forneça devidamente a quantidade e a qualidade de nutrientes requeridos para a máxima produtividade.

Voltar ao início da página

 

Potássio – para frutas saborosas

  • O potássio tem um papel crucial na produção de elevados rendimentos, além de melhorar a qualidade da fruta.
  • O potássio estimula o crescimento da planta, o tamanho da fruta, o aroma e o sabor da fruta aumentando a produção de açúcares e ácidos (especialmente ácido ascórbico).
  • O potássio melhora o teor de vitamina C e promove uma coloração mais intensa da polpa.

Até ao início da floração, a concentração de potássio no ananás excede a do nitrogénio num fator de dois. Os ananases irrigados geralmente requerem entre 12 e 15 g de K2O por planta, p. ex. 450 – 650 kg de K2O ha-1, dependendo da densidade da planta. Recomenda-se que dois terços da necessidade de K total sejam aplicados no solo e que um terço seja aplicado de forma foliar. A relação N:K na fertilização do ananás tem uma grande influência na qualidade da fruta e necessita de ser aumentada à medida que a idade da cultura avança durante o crescimento, p. ex., de 1,0:1,6 aos 2 meses após plantar, até 1,0:2,0 antes do início da floração e de 1,0:2,2 na colheita.
 
As concentrações elevadas de cloreto no solo podem resultar numa diminuição do potencial osmótico da solução do solo, especialmente a uma baixa humidade do solo, limitando a água e a absorção de nutrientes pelas plantas. Além disso, o cloreto pode diminuir a coloração e o sabor, frequentemente combinados com uma relação desequilibrada de açúcar:ácido. A relação açúcar:ácido pode ser ajustada pela relação MOP:SOP, com a primeira a promover o ácido e a segunda a promover a formação de açúcar. Em casos extremos, grandes quantidades da aplicação de KCI podem originar danos no cloreto (necrose das folhas) e reduzir o tamanho da fruta. O SOP é a fonte de potassa ideal para fornecer a alta necessidade de K da cultura, podendo também ultrapassar a carência.

Voltar ao início da página

 

Magnésio e enxofre - para rendimentos mais elevados e para a saúde da cultura

Os ananases respondem muito bem às aplicações de magnésio e enxofre. Para um rendimento de 50 t, os ananases absorvem cerca de 24 kg de Mg e 20 kg de S, dos quais cerca de um quarto é removido na colheita. O magnésio é necessário para equilibrar as grandes quantidades de potássio exigido pelo ananás.

  • O magnésio promove a atividade fotossintética e, por isso, o fornecimento de hidratos de carbono e açúcar às frutas em crescimento.
  • O magnésio melhora o sabor, o tamanho e a cor das frutas.
  • O enxofre participa na produção de proteínas e é essencial para produzir anticorpos gerados pela planta para inibir o crescimento e a reprodução de doenças.

Voltar ao início da página

 

Boro – um importante micronutriente para o ananás

Em solos arenosas extremamente desagregados, o fornecimento reduzido de micronutrientes geralmente limita o rendimento, especialmente se houver pouca humidade que limite a absorção.

  • O boro é diretamente responsável pela formação das frutas.
  • Sem o boro adequado, a formação de raízes é anormal e as frutas ficam geralmente deformadas e estragam-se facilmente durante a colheita e o transporte.
  • Para garantir uma quantidade suficiente de boro, os tecidos das folhas dos ananases devem ter 15 – 100 mg kg-1. (As concentrações de boro no tecido da folha não devem exceder 200 mg kg-1 devido a possíveis efeitos tóxicos).

Voltar ao início da página

 

Recomendações de fertilização

O ESTA Kieserite é uma fonte ideal de magnésio e enxofre para o ananás que prefere solos ácidos. O ESTA Kieserite que não altera o pH do solo é assim preferível ao calcário de magnésio, que é apenas recomendado em solos extremamente ácidos (pH < 4.5).

 

    Recomendação de potássio (SOP)   Recomendação de magnésio (ESTA Kieserite)
Cultura plantada  
600 - 1200 kg ha -1
 
400 - 550 kg ha -1
Cultura de rebentos  
200 - 400 kg ha -1
 
280 - 400 kg ha -1

 

Para minimizar as perdas de nutrientes, o fertilizante deve-se aplicar em várias aplicações durante o crescimento vegetativo:

 

Período de aplicação   Doses de K e Mg (% do total)
Cultura plantada  
 
Basal  
40 %
Aos 6 meses  
30 %
Aos 12 meses  
10 %
Aos 18 meses  
20 %
Cultura de rebentos  
 
Após colheita da cultura plantada  
60 %
No início da floração  
40 %

Selecione um site