Fertilizantes  ›   Serviço de aconselhamento  ›   Culturas  ›  

Leguminosas

Informações gerais

As leguminosas criam uma fertilização eficaz do solo para as culturas seguintes

O potássio é o alicerce para elevados rendimentos

Magnésio e enxofre para alto teor proteico e alta qualidade

Recomendações de fertilização

 

Informações gerais

Favas, ervilhas e tremoços são apenas alguns tipos de leguminosas de grão volumoso plantadas atualmente. São especialmente ricas em proteínas e caracterizam-se por um elevado valor energético. As leguminosas domésticas são sobretudo utilizadas como alimento suplementar, para complementar a alimentação para animais.
 
Apenas se podem atingir elevados rendimentos sustentáveis através de métodos de produção otimizados, e o mais importante é um suplemento de nutrientes, especificamente adaptado às necessidades. As leguminosas conseguem fixar nitrogénio atmosférico, devido a uma bactéria rizóbio, que pode ser encontrada nos nódulos da sua raiz. Um fornecimento adequado de potássio, magnésio e enxofre é da máxima importância para ajudar este sistema que gera N a trabalhar eficazmente.

Voltar ao início da página

 

As leguminosas criam uma fertilização eficaz do solo para as culturas seguintes

As leguminosas…

  • fixam o nitrogénio atmosférico, com a ajuda do rizóbio. Os resíduos das culturas fornecem este nitrogénio como fonte sustentável de nitrogénio às culturas subsequentes. 
  • geralmente, têm raízes profundas (especialmente as favas e os tremoços), que ajudam a melhorar a estrutura do solo e a permitir a absorção de nutrientes de camadas do solo ainda mais profundas.
  • promovem a fertilização do solo, pois são excelentes adubos, deixando solos friáveis com formas de húmus estáveis.
  • influenciam favoravelmente a capacidade de campo dos solos e a atividade microbiana.
  • são uma alternativa útil para muitas rotações de culturas.
  • quebram eficazmente o ciclo de vida de muitos agentes patogénicos provenientes do solo.

Voltar ao início da página

 

O potássio é o alicerce para elevados rendimentos

  • O potássio é um instrumento para a fixação do N facilitado pelo rizóbio e, por isso, também para a produção de sementes e proteínas.
  • Este efeito deve-se parcialmente ao maior desenvolvimento de nós, mas também a uma maior atividade microbiana.
  • O fornecimento suficiente de potássio promove a criação de proteínas a partir de aminoácidos, uma vez que o potássio ativa as enzimas responsáveis.
  • Num período de seis semanas (antes e durante a floração), as leguminosas absorvem toda a sua necessidade de potássio de aprox. 220-270 kg de K2O ha-1.
  • Na maturidade, as plantas, incluindo as folhas mortas, contêm aproximadamente 170-200 kg de K2O ha-1, dos quais 40% encontram-se nas sementes.

Voltar ao início da página

 

Magnésio e enxofre para alto teor proteico e alta qualidade

Como plantas ricas em proteínas, as leguminosas têm elevados requisitos de magnésio e enxofre.

  • O fornecimento suficiente de magnésio à cultura garante assimilação prolongada pelas folhas, garantindo assim um excelente armazenamento de hidratos de carbono nas sementes. Isto influencia favoravelmente os rendimentos.
  • O magnésio ativa uma variedade de sistemas enzimáticos no metabolismo das proteínas, influenciando assim o teor proteico e a qualidade.
  • O fornecimento suficiente de enxofre resulta numa utilização mais eficiente de nitrogénio, aumentando assim os rendimentos.
  • O enxofre é indispensável para a criação de aminoácidos com enxofre e, por isso, para toda a síntese proteica.

Voltar ao início da página

 

Recomendações de fertilização

Recomendações para a correção do solo

  • 300–400 kg ha-1 de Korn-Kali como aplicação de outono, para satisfazer os requisitos de potássio; ao mesmo tempo, os fornecimentos de magnésio e enxofre são assegurados

    Korn-Kali®

  • 400–500 kg ha-1 de Patentkali para preparar o solo mesmo antes de semear, por ex., em solo mais leve, para prevenir danos por acumulação de sal. Ao mesmo tempo, satisfazem-se as necessidades de magnésio e enxofre

    Patentkali®

  • 200 kg ha-1 de ESTA Kieserite gran., em locais com carência de Mg. No caso de uma vasta relação de K:Mg no solo, deve-se aplicar 300–400 kg ha-1. Isto também garante um fornecimento adequado de enxofre

    ESTA® Kieserit gran. 

Recomendações para a fertilização foliar

  • Um total de * 20-25 kg ha-1 de EPSO Microtop numa concentração de 5%, para satisfazer as exigências de pico, ou seja, para retificar deficiências latentes de magnésio, enxofre e oligoelementos. O produto pode ser aplicado em várias aplicações parciais.

    EPSO Microtop®

Selecione um site